I - Introdução

     Deste pequeno recanto de página, comparado a uma janela aberta, ante os olhares atentos e aguçados de nossos leitores, fico a imaginar o Papa Francisco e os demais que por ali passaram abrindo a Janela do Vaticano exposta a todo o Orbe Terrestre, para a sua fala única e central dirigida a todo o Povo de Deus, presente nos mais distantes recantos possíveis e imagináveis. No meu caso, a comparação é só para dizer que este meu espaço, em relação à Santa Madre Igreja, não passa de uma pequena e minúscula fresta, uma humilde persiana, neste vasto espaço de nossa graciosa Paróquia dedicada à Santa Senhora da Saúde, nossa Mãe e Protetora. Neste nosso primeiro contato, confesso que aceitei o convite para assumir este espaço como um adendo à missão que compõe o meu precioso Ministério Sacerdotal. Agradeço a confiança e a delicadeza de meu Pároco e companheiro. Também, por uma questão de honestidade, peço aos fraternos Leitores que não criem expectativas de grandes méritos literários ou de profundos mergulhos nos mares da sabedoria divina.

     Quero partilhar, segundo a ortodoxia sagrada da Igreja, o saboroso mistério da Evangelização. Rezo e proclamo, com todos os nossos Leitores, o tesouro dos mesmos valores cristãos guardados na convicção da nossa Fé e Razão. Espero seguirmos na mesma direção, em busca da grande U-TOPIA de Jesus Cristo "UM DIA HAVERÁ UM SÓ REBANHO E UM SÓ PASTOR". (João 10,16).

     Por enquanto, fraterno abraço a todos e que o Espírito de Deus nos inspire e Maria nos ensine a fazer e, também, a dizer tudo o que Ele nos queira anunciar.